problema bluetooth

O ano era 2009 e eu começava a trabalhar em uma nova empresa. Tive um contato massivo com dispositivos Bluetooth, produtos com essa tecnologia eram pouco utilizados no Brasil, era caro.

Durante os suportes técnicos comecei a perceber que algumas marcas de Smartphones possuíam dificuldades de conexão. Isso acontecia tanto com a Parrot quanto com a Caska (era comprada OEM e colocada outra marca).

A Parrot, uma das maiores marcas do ramo, resolvia os problema rapidamente através de atualizações. Tudo online. Já a Caska era um pouco mais problemática.

 

O que é Bluetooth?

Bluetooth é um protocolo de comunicação sem fio para trocar dados em distâncias pequenas a partir de dispositivos fixos e móveis.

 

11 anos depois o que mudou? 

Eu pensava que problemas de conexão Bluetooth tinham sido resolvidas, são muitos anos de desenvolvimento, mas não.

Com a adição de novas tecnologias sem fio e grande transferência de dados, o Bluetooth tem apresentado problemas.

O mais comum são as dificuldades de conexão, “picotes” no som e até perda de sinal.

Os problema tendem a aumentar pois há uma grande quantidade de pessoas utilizando e é nesse momento que as duvidas acontecem.

Atualizações constantes dos Smartphones e a sua utilização por apps como Spotify, Android Auto e Apple Carplay evidenciaram ainda mais os problemas.

 

Como resolver os problemas de conexão Bluetooth?

De certa forma não há segredo no pareamento bluetooth, mas quando há algum problema é muito difícil achar matérias a respeito. Desta forma coloco alguma dicas que resolvem grande parte dos problemas.

Se for a primeira conexão:

  1. Verifique se o dispositivo que quer conectar ao seu Smartphone é compatível, normalmente há uma lista no site dos fabricantes;
  2. Apesar do Bluetooth ter um alcance muito grande, a primeira conexão deve ser sempre perto do dispositivo, no máximo 1 metro de distância;
  3. Verifique se há senhas para que o pareamento ocorra;
  4. Em alguns Smartphones, ao tentar a conexão pela primeira vez, ele pede uma segunda autorização, se não for aceita não conectará, fique sempre atento a tela do seu Smartphone;
  5. Versões diferentes de bluetooth deveriam funcionar sem problemas, mas nem sempre isso ocorre, antes de comprar a Central Multimídia fique atento qual a tecnologia usada no receptor, por exemplo, Bluetooth esta na quinta geração desde 2016 e vejo muitos equipamentos usando transmissores da terceira geração (2009);
  6. Verifique se há atualizações na loja de aplicativos da plataforma do seu Smartphone.

 

Se o dispositivo já estava conectado e não consegue reconecta-lo:

  1. Tente remover o dispositivo e reconecta-lo, tanto do Smartphone quanto da Central Multimídia. Principalmente depois de alguma atualização;
  2. Verifique se não há atualizações na loja de aplicativos do seu Smartphone;
  3. Se ao reconecta-lo o problema acontecer novamente, fique atento, algumas marcas de Smartphones colocam uma mensagem seguida de uma “caixa” onde perguntam se o dispositivo é confiável, se isso não for marcado problemas, como este, podem ocorrer.

Há problemas de áudio, picotes ou interrupções?

Isso já é um pouco complicado pois outros dispositivos podem interferir na transmissão de sinais.

Mesmo que há um “cache” ou seja, o som que ouvimos não é em tempo real e sim uma gravação de alguns segundos, se a interferência for constante haverá problemas assim. Desta forma fique atento a esses dispositivos:

  1. Carregadores de Celular, principalmente antigos e NÃO homologados, tendem a apresentar interferências eletromagnéticas que podem causar interrupção do sinal bluetooth, remova e verifique se o problema persiste;
  2. Rastreadores veiculares também podem causar interferência. Se o problema começou a ocorrer recentemente, avalie essa possibilidade;
  3. Amplificadores de áudio Classe D e T, apesar dos atuais amplificadores terem resolvido, em parte, esse problema, alguns ainda podem causar problemas no Bluetooth;
  4. Distância entre o Smartphone e a Central Multimídia, os testes de homologação certificam produtos com potência de transmissão que podem chegar a 20 metros SEM barreiras, se dentro do carro funciona bem e fora não, a limitação é de hardware e não há o que fazer.

No fim, essas são dicas que servem para todos os dispositivos dotados dessa tecnologia, caso tenham duvidas, no final da pagina tem o campo de perguntas, fiquem a vontade.

Se as dicas não resolveram, pode existir um “bug” ou até mesmo um defeito, nesse caso envie a questão abaixo que tentaremos ajudar a encontra a solução.

Artigo anteriorNova versão do Android Auto permitirá funções inéditas
Próximo artigoA importância de boas ferramentas
Técnico automotivo e eletrônico, Consultor. Mais de 25 anos de experiência no ramo de som e acessórios automotivos. Já restaurei a elétrica de carros antigos, customizei motos mas minha paixão é mesmo eletrônica.

2 COMENTÁRIOS

  1. Fiz o procedimento do espelhamento na minha central multimidia M1, mas não consigo fazer sair o som.
    minha central conecta/pareia meu celular no bluetooth mas somente para ligação de chamadas de celular, ela não conecta para outros sons ou musicas.
    Minha central multimídia é a : M1 – carro: Citroen c4 pallas – Sitema: Win CE – pasta I9
    Pergunto: é possível atualizar ou instalar algum novo Bluetooth nela, para conectar musicas do celular nela e para que o som do espelhamento saia nos alto falantes do carro ?

    • Normalmente os aparelhos com pasta i9 tem A2DP (musica por bluetooth).. as que não possuem são as 2272 e algumas 2280.
      Mas há casos em que centrais 2280 foram adaptadas para i9. Nesse caso é limitação de hardware e não sei se há possibilidade de troca do módulo bluetooth por outro mais “atual”.

      Se efetuar essa troca tenha ciencia que necessitará de alteração de MCU para que haja comunicação

      Abs