Lampadas de LED estão se tornando comuns nos faróis dos carros. Seja pela economia de energia, eficiência ou pela alta durabilidade mas, infelizmente uma nova resolução do CONTRAN decide que isso não será mais permitido.

O que diz a nova resolução 667 do CONTRAN? 

Em vigor desde o dia 22 de maio de 2017 a resolução 667 estabelece as características e especificações técnicas dos sistemas de sinalização e iluminação dos veículos, seus efeitos práticos serão aplicados somente em janeiro de 2021.

Art. 2º 
5º É proibida a substituição de lâmpadas dos sistemas de iluminação ou sinalização de veículos por outras de potência ou tecnologia que não seja original do fabricante.

Acredito que não há como comentar pois esta bem explicito, qualquer alteração das lâmpadas de sinalização não será permitida, em teoria, qualquer lâmpada que não seja aquela especificada pelo fabricante será passível de multa, algo próximo de R$127,00

Não adianta, quando falam qualquer lâmpada, inclui aquelas com potência ou temperatura de cor diferentes das originais halogenas, led, xenon, etc.

 

Tecnologia das lampadas de LED

LED (Diodo Emissor de LUZ) é uma tecnologia antiga mas foi somente á partir da década de 1990 que surgiram os primeiros modelos de potência, denominados Luxeon.

A sua utilização em carros começou em lanternas e luzes de freio mas, atualmente, com o avanço da tecnologia, o seu uso em faróis se tornou possivel.

 

Qual as principais vantagens da tecnologia LED? 

Maior Eficiência energética: Como as lâmpadas comuns consomem cerca de 4x mais, o uso de lampadas LED poderia economizar energia da bateria e ou alternador do carro;

Maior vida útil: Uma Lâmpada Halogena tem vida útil estimada de 1000 horas de uso. Lâmpadas LED tem cerca de 50000 horas de uso, isto é, a sua queima é quase impossível se especificações do fabricante forem respeitadas.

Alta resistência a impactos e vibrações: Vibração é a principal causa da queima das lâmpadas halogenas, o filamento quando quente, rompe-se com facilidade. No carro o que mais temos é isso. Led é imune a este fenômeno.

Acionamento instantâneo: Considero este um dos pontos mais importantes na tecnologia. Quando acionamos o pedal do freio, a lâmpada incandescente demora alguns milissegundos para acender. Parece pouco, mas em velocidades altas pode ser a diferença entre uma colisão traseira ou não, ou até um atropelamento. No led o acionamento é INSTANTÂNEO. 

 

Lâmpadas LED no Futuro

Como vemos, há poucos pontos negativos nesta tecnologia, ao meu ver só a LEI.

Proibir o uso de produtos HOMOLOGADOS  e CERTIFICADOS mundialmente é forçar os consumidores a usarem carroças, algo parecido quando existia em nosso mercado o Gol 1000 enquanto o mundo investia em Air Bags e Freios ABS.

Entendo que a proibição tenha como objetivo a segurança, mas não podemos generalizar, produtos chineses não possuem esta preocupação e nem deveriam ser vendidos em nosso mercado. Escolhem penalizar nós consumidores ao invés de criar uma fiscalização eficiente.

Em breve voltaremos a utilizar Velas nos faróis em “prol” da segurança.

 

Fiscalização de Lâmpadas LED

Como sempre em nossas leis não há nada objetivo, qualquer autoridade de trânsito poderá julgar  se seu sistema de iluminação é original. Se ele considerar que a lâmpada é diferente da original, multa. Se for recorrer, loteria.

Abaixo deixo a integra da resolução:

www.denatran.gov.br/images/Resolucoes/Resolucao6672017.pdf

 

Esta com o IPVA atrasado? não deixe de conferir este post:

PPD 2017 Programa de Parcelamento de Débitos de SP

 

Agora é obrigatório, curso e prova teórica para renovação de CNH

Inscrição
Notificação
34 Comentários
Comentários em linha
Exibir todos os comentários