Uma dúvida que chega aqui e pouco tenho falado é esta, como escolher um bom alto falante para substituir o original do carro.

Quando comecei a instalar som existiam as modas,  eu não entendia muito bem mas, já existiam antes. Uma delas era e ainda é, para o alto falante ser bom ele deve ter imã grande. Ou para “tocar alto” precisa suportar alta potências.

Como meu inicio no ramo foi saindo da eletrônica, estudei bastante a teoria mas, era difícil transmitir este conhecimento para outros técnicos, quando algo esta na moda é complicado, por exemplo, lembro de um instalador (com mais de 10 anos de experiência) dizer que para ligar um alto falante em série deveríamos unir positivo com positivo e negativo com negativo, justamente o contrário (desta forma ligamos em paralelo mas deixarei este tema para depois).

 

 

O que é um Alto falante? 

Segundo o Livro Loudspeaker Design Cookbook do Vance Dickason e o Institudo Newton C. Braga, Alto falante é um transdutor que converte energia elétrica em energia acústica.

Essa é a definição técnica mas, o intuito do blog não é entrar em detalhes técnicos e sim ajudar os leigos.

Mas ainda não sabemos como escolher?




Alto Falante Original de FÁBRICA

Nos carros mais modernos, temos alto falantes do tipo “Full range” e os 2 vias.

Full Range é um alto falante que, em teoria, cobre toda a frequência audível. Segue uma foto de exemplo:

alto falante ford ka
Alto Falante Full Range Ford Ká

Normalmente este tipo de alto falante tem sons agudos pouco definidos, devido a localização que não favorece esse frequência por ser “mais direcional” ou pelo projeto.

 

Duas Vias, mais conhecido como Kit duas vias ou Kit Componente, basicamente é composto por um alto falante do tipo Médio e um Tweeter, cobre com maior eficiência as frequências audíveis. Segue um exemplo:

Kit duas vias original honda
Kit duas vias original honda

Este tipo de Alto Falante possui maior qualidade devido ao tweeter. Com ele separado, podemos direciona-lo conseguindo uma maior definição e qualidade sonora.

 

Tipos de Imã

Mas Reinaldo, o Alto Falante do meu carro tem uma imã que parece de “geladeira”.

Vocês acham que eu nunca ouvi este argumento de pessoas que se diziam “entendidas” do assunto?

Existem dois tipos de imã que são muito usados em Alto Falantes, Ferrite e Neodímio.

Ferrite, composto de ferro em estado cerâmico,  mais barato, tem um volume e peso muito maior do que os de Neodímio.

Ferrite alto falante
Alto Falante com Imã em Ferrite

Neodímio, elemento químico, mais raro do que o ferro, como consequência se torna bem mais caro que o Ferrite, peso e volume muito menores podendo ter altos fluxos magnéticos em pequenos espaços.

Alto Falante com imã de Neodímio

Mas para que serve um imã em um alto falante?  
Basicamente funciona assim, quanto maior potência suportada maior deve ser o campo magnético gerado pelo imã, por isso que muitos associam o seu tamanho a qualidade do alto falante.

 

Agora entendemos o que é alto falante, seus tipos e diferenciar o imã de neodímio de um imã de ferrite mas qual escolher?




Qual Alto falante escolher? 

Existem duas situações que devemos levar em consideração na compra de um novo alto falante, vou explicar:

 

Troca de Alto falante por queima do Original

Neste caso, deve-se escolher o mesmo alto falante instalado em seu carro, com preferência pela troca do par, por exemplo. O alto falante dianteiro esquerdo apresentou defeito, o ideal é troca-lo e também o dianteiro direito.

Um alto falante sofre desgaste, seus materiais móveis necessitam de um tempo para “amaciar” e garantir suas características na qual foi projetado, se trocar somente de um lado, muitos usuários poderão perceber diferenças sutis na forma que o áudio é transmitido.

Se isso não o incomodar, troque somente aquele que apresentou defeito.

 

Troca por alto falantes de maior Potência

Essa prática só deve ser feita quando adicionar um amplificador externo mas, por qual motivo?

Um alto falante tem uma potência ideal de trabalho, aplicar menor potência faz com que ele tenha um desempenho abaixo do ideal, muitas vezes, pior que um alto falante de menor potência.

Alto falantes potentes necessitam de uma estrutura muito mais resistente, imãs maiores, fios de bobina de maior espessura, resumindo, seu sistema original não tem potência suficiente para “empurrar” um alto falante de maior potência.

Se não esta interessado em investir em amplificadores, desconsidere alto falantes mais potentes que os originais.

 

 

Mas sinto falta de sons agudos,o que fazer? 

Uma prática comum que eu fazia era adicionar um tweeter quando o sistema possuía um “Full Range”.

Tweeters necessitam de baixa potência para terem um som agradável, mas qual usar?

Depende, bolso e gosto, não existe alto falante ruim e sim aqueles com determinados usos específicos. Usei por muito tempo produtos Leson, crucificados por “entendidos” mas ninguém os instalava da forma correta, é claro, “chiavam”, principalmente em toca fitas.

Depois, usei o Bravos Neopoint, para sistemas originais onde só queríamos complementar o som agudo, estes tweeters eram ótimas alternativas.

 

Mas preciso de som Grave, o que fazer?

Agora começa a ficar um pouco mais caro, sons graves necessitam de potência. Para conseguir melhoras significativas a maioria dos projetos implica em novos alto falantes e amplificador.

Em alguns casos, a adição de um subwoofer supre esta necessidade mas, no fim, sempre queremos mais.

 

 

Conclusão

Este guia foi feito mais para ajudar aqueles que possuem problemas em seus sistemas originais, lógico que conseguiremos dar uma ideia para aqueles que querem algo a mais.

Para aqueles que necessitam somente repor o alto falante original, muito cuidado, lojas de som automotivo adoram “empurrar” produtos de péssima qualidade dizendo ser melhores que os originais. Triaxiais são os mais comuns.

Estes alto falantes “empurrados” pelas lojas não possuem qualidade sonora e com certeza ficarão piores que os originais.

 

Escute sempre, não acredite 100% nas palavras de um vendedor, ouvir sempre será a melhor opção, se não gostar, peça que troquem.

 

Se a ideia é somente repor o original, faça pelo original.

Não esqueça também que alto falante tem vida útil, dependendo do uso 2, 3 anos..

Como escolher o melhor Alto Falante para seu Carro?
5 (100%) 2 vote[s]

Deixe um comentário

Faça o Login para comentar
  Inscrição  
Notificação