17.2 C
São Bernardo do Campo
quinta-feira 20 junho 2024 09:37:53
InícioSegurançaComando por voz é a solução para minimizar as distrações no trânsito?

Comando por voz é a solução para minimizar as distrações no trânsito?

A indústria automotiva motivada pela invasão de telas táteis estão esquecendo da segurança, o item mais importante de um automóvel.

Alguns anos atrás quando meu carro, um Voyage 1994, era equipado com um cd player dificilmente eu me distraia, os comandos eram táteis, algumas teclas possuíam relevos que facilitavam encontrar a função ou ajustar o ar condicionado.

No século 21 temos Streaming de musicas, enviamos e recebemos mensagens, navegadores GPS tudo junto para nos distrair da principal função do motorista.

Uma proibição poderia trazer resultados piores, pois a procura destas funções em smartphones aumentaria resultando em uma distração ainda maior.

Publicidadepublicidade

Desta forma vejo as interações por voz a solução mais adequada para minimizar esses problemas, diferente das funções não táteis.

OK, Google

Como usuário assíduo da tecnologia percebo que ela melhorou muito mas ainda longe da estabilidade necessária.

Por diversas vezes o sistema deixa de funcionar necessitando de uma atenção maior para resolver o problema. As particularidades do idioma português complica mais ainda.

Não é incomum falarmos um comando e ele entender diferente.

As vezes penso que a complexidade das informações seja o problema principal, uma simplificação ajudaria nesses casos e o foco em respostas mais simples ajudaria, mas nunca sabemos as intenções de tudo isso.

E aí SIRI?

Por muitos anos usei Android e pensei que o sistema da maça traria um universo diferente, me enganei.

Novamente temos alguns problemas de pronuncia onde temos que “inglesar” palavras para que ela entenda. Os travamentos foram menores que o sistema Android porém nunca pude testar um smartphone “puramente” para uma comparação mais justa. Ou os testes foram concentrados na linha S da Samsung ou em aparelhos que “rodam” sistemas operacionais puros mas nunca usando um Google Pixel, por exemplo.

A maior vantagem em utilizar a SIRI foi nos casos de travamentos, o sistema de reconhecimento facial é um hardware que outros fabricantes deveriam utilizar.

Mas as minhas criticas seguem as mesmas do seu concorrente.

Exemplo do Cockpit com muitas telas Táteis

Impactos na atenção do trânsito

Dentro de um carro “moderno” temos uma carga cognitiva cada vez maior, são luzes, animações e um excesso de informação que faz com que o cérebro fique sobrecarregado e perde a atenção no que mais importa.

Não é incomum ver carros dirigindo de forma estranha, principalmente em estradas. Motoristas que demoram a sair de um semáforo, outros andam sobre as faixas parecendo estarem bêbados. Parece que grande parte destes motoristas dirigem sobre um transe, uma espécie de “piloto automático” que pode causar muitos acidentes.

Acredito que tudo isso se resolva com a automação cada vez mais próxima, mas talvez tenhamos problemas diferentes ao aderir a essa tecnologia.

Mas uma coisa é fato, o uso cada vez maior de telas táteis esta tirando a atenção dos motoristas e causando, sem muitos perceberem, muitos acidentes. Espero que a indústria e os consumidores percebam esse grande erro.

Mas e os Comandos por voz?

Ainda acho cedo, ou tarde, para que a indústria use essa tecnologia de uma maneira mais séria, usei comandos simples em interações com sistemas bluetooth a mais de 10 anos atrás e parece que funcionavam melhor que os sistemas atuais. Hoje existe uma fascinação do consumidor com telas táteis, espero que essa moda acabe logo e que percebam os seus perigos. Fora isso, só resta aguardar.

Reinaldo Soares
Reinaldo Soareshttps://reiaudio.com.br
Técnico automotivo e eletrônico, Consultor. Mais de 25 anos de experiência no ramo de som e acessórios automotivos. Já restaurei a elétrica de carros antigos, customizei motos mas minha paixão é mesmo eletrônica.
PublicidadePublicidade

Mais Populares

PublicidadePublicidade