Assistência Técnica

Hoje (6 de abril), comecei o meu dia com um cliente me chamando no Whatsapp. Ele enviava um orçamento de um concorrente e pedia para eu informar o preço do meu serviço.

E logo ao ver esse orçamento me chamou a atenção um item. Colocarei a foto para entenderem.

orçamento de central multimidia
orçamento de central multimídia

Observem o campo “Defeito”

Estamos falando de uma central multimídia Hyundai Santa Fé modelo MTXT900DM. Ela é amplamente consertada aqui e trabalho com ela desde 2016.. considero 2015 mas naquela época eu não tinha condições reais de reparo.

O cliente relatou que ela não ligava.

Normalmente esse defeito tem como causa alguns problemas que não colocarei aqui para não alimentar a imaginação de pessoas mau intencionadas.

 

Primeiro vamos a definição de DSP

Processadores de sinais digitais (DSP), de maneira geral,  usam sinais como, áudio, vídeo, temperatura, pressão ou posição que foram digitalizados e então os manipulam matematicamente. Um DSP é projetado para executar funções matemáticas como “adicionar”, “subtrair”, “multiplicar” e “dividir” muito rapidamente.

Os sinais precisam ser processados ​​para que as informações contidas possam ser exibidas, analisadas ou convertidas em outro tipo de sinal que possa ser útil. No mundo real, os produtos analógicos detectam sinais como som, luz, temperatura ou pressão e os manipulam. Conversores, como um conversor analógico para digital (ADC), pegam o sinal do mundo real e o transformam no formato digital de 1 e 0. A partir daqui, o DSP assume, capturando as informações digitalizadas e processando-as. Em seguida, ele realimenta as informações digitalizadas para uso no mundo real. Ele faz isso de duas maneiras, digitalmente ou em formato analógico, passando por um conversor digital para analógico (DAC). Tudo isso ocorre em velocidades muito altas.

 

Voltamos ao Orçamento

Coloco os principais componentes nestas duas imagens de uma placa de central multimídia Motrex para o Hyundai Santa Fé.

Pela definição, podemos considerar DSP o “processador de vídeo”, mas ele não causaria esse sintoma de não deixar ligar a central.

Apesar de somente transformar o áudio analógico em digital, vamos considerar o “ADC” como um DSP, mas no máximo que ele causaria seria problemas de áudio. O áudio da Santa Fé é levado digitalmente ao amplificador.

Olhando a traseira da central multimídia, temos um verdadeiro DSP “SAF7741V”, mas se ele tivesse com defeito causaria o sintoma de não ligar? Não. Vou mais além, em milhares de centrais eu nunca vi esse componente queimar.

Mas vamos supor, imaginar que esse componente esta com defeito. Ele precisaria entrar em curto circuito para impedir o acionamento da central multimídia, impossível? Não. Principalmente em se tratando de eletrônica, mas é altamente improvável de acontecer.

Software no Orçamento

Só a menção de software no orçamento me faz imaginar que o defeito possa estar na NAND FLASH, pois é nela que temos essas informações gravadas, mas elas se apagam do “nada”? Lógico que não.

Cansei de escrever e explicar aos meus clientes que software não da defeito do nada, que centrais multimídia utilizam a mesma arquitetura de smartphones (ARM) e que isso é altamente improvável de acontecer sem um defeito ou falha de hardware. (Quantas vezes você teve que reinstalar software em seu celular?)

Neste caso, volto a minha atenção ao processador, defeito muito comum de acontecer na grande parte destas centrais, principalmente naquelas que foram consertadas de maneira errada ou de forma paliativa.

 

Mas por qual motivo essa assistência técnica escreveu isso no orçamento?

Uma das hipóteses que levanto é sobre a garantia, vamos imaginar uma situação. O cliente conserta a central baseada nesse orçamento. A central funciona mas daqui 2 meses apresenta defeito novamente.

Só que o cliente desconfiado resolve levar a outro técnico, e ele diz que o defeito é no processador.

O cliente pensa que o técnico anterior não teve culpa e o livra da garantia.

No mesmo caso acima, ele poderá levar no mesmo técnico que fez o reparo no “DSP” mas agora o defeito é no “processador,” mas como ele é “amigo dele” poderá fazer uma cortesia e não cobrar a mão de obra, só o “componente”.

Ou seja, não bastasse o cliente ser enganado 1x, ele será enganado inúmeras vezes.

Já vi isso acontecer muito com centrais multimídia AIKON S90.

 

O que fazer para evitar ser enganado?

Essa é a parte mais difícil, se o componente foi trocado, vc pode exigir o defeituoso e pedir fotos do processo de troca.

Por exemplo, percebo que alguns clientes são altamente desconfiados, envio vídeos e fotos detalhadas de todo passo a passo da central dele. Outros gostam como simples curiosidade.

Muitas empresas terceirizam seus consertos, isso é ruim? Depende do ponto de vista mas esse cuidado deve ser levado em consideração, principalmente se a empresa escolhida não tem credibilidade no mercado.

É difícil não citar algumas medidas aqui na REIAUDIO, mas muitos reparos são expostos em nosso INSTAGRAM e dicas são dadas nos STORIES. Gosto de mostrar nossas ferramentas e procedimentos pois são anos de estudo e dedicação.

Uma foto da bancada ajuda a saber se a empresa tem alguma seriedade. Não espere encontrar organização, algo difícil nessa profissão, mas boas ferramentas são essenciais.

Um outro ponto importante, desconfie de empresas que passam orçamentos pelo Whatsapp sem uma analise no aparelho. Por mais que o defeito seja comum estamos tratando de eletrônica e tudo pode acontecer. Já tive casos de eu cobrar 1/8 do preço imaginado pelo cliente, outros, nem cobrei por não achar defeito.

 

E se eu achar que já fui enganado? 

Quando percebo que a central já foi mexida por outra pessoa ou outro técnico, todo o procedimento é detalhado e o relatório enviado ao cliente. Vamos imaginar que o outro técnico tivesse trocado o DSP, isso é facilmente percebido em bancada, logo, podemos ajuda-lo a reaver o seu dinheiro pois eu perceberia que ele não foi mexido.

É de extrema importância que o cliente explique o que aconteceu e guarde todos os comprovantes, qualquer ação judicial (Juizado de Pequenas Causas) precisará delas.

 

OBSERVAÇÂO: Enquanto eu escrevia esse post, outro cliente me enviou um orçamento parecido e com o mesmo defeito do mesmo local. 

 

 

Artigo anteriorDacia, transforma seu smarthphone em central multimídia
Próximo artigoRevista INCB Eletrônica
Técnico automotivo e eletrônico, Consultor. Mais de 25 anos de experiência no ramo de som e acessórios automotivos. Já restaurei a elétrica de carros antigos, customizei motos mas minha paixão é mesmo eletrônica.